A prática do Embodied Mindfulness trata de trazer consciência ao corpo e ao momento presente como estratégia para mudar padrões de pensamento que nos projetam para o futuro ou para o passado.

Os bem conhecidos pensamentos ruminativos que estão associados à depressão e ansiedade.
Trata-se de cultivar a atenção plena e estarmos presentes à nossa experiência em cada momento, sem julgamento. O Embodied Mindfulness pode ser integrado no nosso quotidiano de forma simples para que possamos cultivar consciência, foco e vitalidade.

Quando estamos num processo de pensamento, experienciamos pensamentos verbais e visuais, percorremos histórias e narrações na nossa cabeça e permanecemos num fluxo constante de avaliações e julgamentos, do mundo á nossa volta, das pessoas e de nós próprios. É como se estivessemos fechados numa caixa ás voltas, como um rato numa roda que anda sem parar.

Através da prática do Embodied Mindfulness, através da consciência do nosso corpo, dos sentidos e sensações, ficamos disponíveis para nós próprios e para as nossas necessidades em cada momento. Esta consciência suporta a auto-regulação do sistema nervoso uma vez que reforça o sistema parassimpático que é responsável pelas nossa funções de descanso e digestão. Funções como a desaceleração dos batimentos cardíacos, diminuição da tensão arterial, a diminuição da adrenalina e do e açúcar no sangue. Em contraste, o sistema simpático estimula ações que permitem ao organismo responder a situações de stress, como a reação de lutar, fugir ou uma discussão. Essas ações são: a aceleração dos batimentos cardíacos, aumento da tensão arterial, o aumento da adrenalina, a concentração de açúcar no sangue e pela ativação do metabolismo geral do corpo e processam-se de forma automática, independentemente da nossa vontade.

“For real human beings, the only realism is an embodied realism.”

 

George Lakoff

RENATURE © Copyright 2018- 2020 - by DCC - digital community creators